Após conceituar o Lean IT e sua mantenedora LITA – Lean IT Association, dando continuidade à série de artigos sobre a filosofia de gestão Lean aplicada à área de Tecnologia da Informação, falarei neste artigo sobre o primeiro nível de conhecimento da Lean IT Association, o Lean IT Foundation.

lean-itf
Esquema de Conhecimento e Certificação LITA – Fonte: http://www.leanitassociation.com


Relembrando: Os guias Lean IT, estão disponíveis na língua inglesa gratuitamente no site da LITA (www.leanitassociation.com). Um dos motivadores para eu escrever esta série de artigos, foi o fato deste conhecimento ainda estar pouco difundido no Brasil e ao público da língua portuguesa justamente pelo conteúdo da LITA estar disponível apenas na língua inglesa. Além disso, no Brasil, poucos centros de treinamento estão credenciados para aplicar o treinamento inicial da LITA, o Lean IT Foundation e suas agendas ainda são muito restritas.

Por que “Fundação”?

construction-61137_960_720
pixabay.com

Apesar de no Brasil o termo Foundation, presente em inúmeras certificações, ter sido traduzido para Fundamentos, creio que a tradução mais correta deve ser Fundação, no sentido de alicerce. Toda estrutura requer sua fundação para que seja sustentada. Somente sobre um bom alicerce poderá ser construída uma estrutura robusta e longeva. Para o Lean aplicado à área de TI não seria diferente. Antes de sair aplicando a filosofia nas organizações, a Lean IT Association sugere que os indivíduos conheçam e dominem os conceitos do Lean IT, criando assim, um alicerce robusto para fazermos nossa transformação Lean na organização ou área de TI. O próprio Art Byrne, em seu livro Lean Turnaround, prega que “não basta praticar Lean, é preciso ser Lean” e o primeiro passo para isso é capacitar toda sua liderança nos fundamentos de Lean e em seguida disseminar o conhecimento em Lean para as demais pessoas da empresa.

Tipos de Atividades

Pensando em focar nos processos e atividades que realmente agregam valor ao cliente e fazem ou não parte do fluxo de valor, o Lean IT Foundation, baseando-se no Lean Thinking (Womack & Jones), categorizou 3 tipos de atividades segundo a óptica de valor do cliente:

  • Atividades que agregam valor pela perspectiva do cliente (Value-Add Activities).
  • Atividades que não agregam valor pela perspectiva do cliente (Non-value-Add Activities).
  • Atividades que não agregam valor mas precisam ser feitas de qualquer forma, ocasionalmente de acordo com uma política da empresa (Necessary Non-Valeu-Add Activities).

Entender a diferença de cada uma destas atividades/processos é crucial. Com a filosofia de gestão Lean, devemos focar nas atividades que agregam valor, remover atividades que não agreguem valor e otimizar ou reduzir o número de atividades que não agregam valor, porém necessárias.

Dimensões do Lean IT

O cerne do guia Lean IT Foundation está nas 5 Dimensões do Lean IT que carregam os princípios do Lean Thinking consigo e incorporam princípios próprios à realidade da área de TI. Estas Dimensões norteiam a filosofia de gestão com otimização de recursos e eliminação de desperdícios e são equivalentes e/ou complementares aos princípios do Lean Thinking. Alinhada a elas o Guia apresenta uma visão das ferramentas que podem ser utilizadas para atender e operacionalizar cada Dimensão:

  • Cliente (Customer): Dimensão que arremete ao ponto de vista do cliente, lida com todos os aspectos de entendimento de quem são os clientes e o valor que estão buscando, se equivale ao princípio de Valor do Lean Thinking. Fala da importância da construção da árvore de itens Críticos para Qualidade (CTQ – Critical to Quality) que prioriza a Voz do Cliente (VoC – Voice of the Customer) composta por Requisitos e Desejos do cliente e extrai-se métricas mensuráveis de atendimento aos requisitos e necessidades de valor do cliente.
  • Processo (Process): Enxerga como o valor é entregue pelo Fluxo de Valor, integrando os princípios de Fluxo, Puxada (Pull) e Perfeição do Lean Thinking. Neste capítulo, o Guia apresenta os conceitos Lean Thinking agregados por esta Dimensão, mas ressalta a importância do Mapeamento de Fluxo de Valor que é primordial para uma gestão Lean, trabalhar com processos, mas reorganizando e priorizando os mesmos voltados para o cliente, para que a produção seja orientada pelo seu valor ao cliente.
  • Performance: Entendendo o fluxo de valor do cliente, sabemos quais são os aspectos-chave (KPI’s) que devemos avaliar e medir periodicamente e assim, direcionar a performance da organização.
  • Organização (Organization): Esta dimensão investiga os aspectos necessários para que possamos direcionar e orientar os recursos aonde realmente precisamos. Faz uso de ferramentas visuais como Kanban para aprimorar a gestão e disseminar informação ao acesso de todos, para que todos se sintam parte do fluxo de valor.
  • Comportamento e Atitude (Behaviour and Attitude): Um dos principais fatores de sucesso das implementações de Lean IT ao mesmo tempo um dos mais desafiadores, pois lida diretamente com a Liderança e como esta influencia e motiva o time a “remar para o mesmo lado”, com o mesmo objetivo. A liderança da organização é fator decisivo para o sucesso de sua Transformação Lean. Para esta dimensão, o Guia orienta que para moldar comportamento é preciso desenvolver um mind-set Lean em todos e saber lidar com uma possível frustração inicial com a transformação Lean, pois faz falta em somente dessa forma que se obtêm-se a Transformação Lean almejada.

Melhoria contínua com Kaizen

Além das 5 Dimensões, outro pilar ou dimensão onipresente porém fundamental do Lean IT é o KaizenKaizen é a palavra japonesa para melhoria contínua usando pequenas mudanças incrementais (Kai – mudança; Zen – para melhor). Para o Lean IT, assim como nas maiorias das boas práticas de mercado, a melhoria contínua atua constantemente e de forma paralela às outras dimensões.

lean-it-dimensions

No Guia Lean IT Foundation, é destacado o papel fundamental dos Ciclos e Times Kaizen para o Lean IT. Destaca os métodos adotados para fazer a melhoria contínua utilizando 2 principais ferramentas de investigação e melhoria contínua: a Ferramenta A3 e o ciclo DMAIC do Six Sigma (Define, Measure, Analyze, Improve, Control). Ambos são tratados com maior profundidade no Guia Lean IT Kaizen. Já abordei um pouco do A3 em um artigo anterior.

Espero que tenham gostado desta pequena resenha do guia Lean IT Foundation. Se perdeu o primeiro artigo desta série, clique aqui e complemente sua leitura. Se gostou do tema Lean e quiser ler mais sobre o assunto, segue abaixo a lista de artigos sobre Lean de minha autoria, inspirado pelas principais obras do tema.

Caso interessar mais: Treinamento presencial em fev e mar/2017 em São Paulo/SP

Atualmente, está aberta a inscrição para o treinamento em Lean IT Foundation em São Paulo/SP, ministrado pelo pessoal do Portal do Treinamento. O curso são 2 dias presencial, com 18 horas de carga horária que já serve como preparatório para certificação e habilita o candidato a prestar a prova Lean IT Foundation. Há turmas previstas para fevereiro e março de 2017. Eu irei fazer com certeza!

Cases de sucesso em Lean IT no Brasil

Conforme comentei no artigo anterior, no Brasil, temos alguns cases de sucesso de empresas que adotaram o Lean como filosofia para a TI. Alguns cases são apresentados anualmente nos eventos Lean Summit, organizado pelo Lean Institute Brasil. Em 2015, houve um Summit exclusivo para Lean IT em São Paulo, onde foram reunidos vários cases de Lean na TI. Falo um pouco sobre alguns deles no artigo anterior.

Obrigado e até o próximo artigo!

Referências:

  • Lean Institute Brasil. Disponível em: <www.lean.org.br>. Acesso em 30 de janeiro de 2017.
  • Lean IT Association. Disponível em: <www.leanitassociation.com>. Acesso em 30 de janeiro de 2017.
  • Treinamento Lean IT Foundation – Portal do Treinamento. Disponível em: <www.portaldotreinamento.com.br/course/fundamentos-lean-it>. Acesso em 30 de janeiro de 2017.


Artigos de minha autoria relacionados ao assunto:

Lean Turnaround -Transformação Lean e sua relação com Agile e Design Thinking

Lean A3 Gerenciando para o Aprendizado em Projetos

Lean IT is all about people – o Lean na TI é focado em pessoas

Anúncios